quinta-feira, 9 de maio de 2013

Voltando a questão das placas com nome de ruas de Belém



...ou da superficialidade com que se trabalha.

Como se pode bem verificar, a Lei Ordinária N.º 7806, é do dia  30 DE JULHO DE 1996 e nasce para Delimitar as áreas que compõem os Bairros de Belém e dá outras providências.

É próprio com esta lei que, não se sabe por que cargas d’agua, a Av. 16 de Novembro mudou de nome....Mudou de nome de um lado da rua, aquele da Cidade Velha, porque do outro lado, no Bairro da Campina, o nome parece ser o de sempre.  Da Manuel Barata até a Alte. Tamandaré, a Av. 16 de Novembro passou a se chamar Desembargador Ignácio Guilhon. Um outro erro, porém, é acrescentado, ao descrever o bairro da Campina,  pois faz  começar na Sen. Manoel Barata, essa mesma  rua de nome Des. Ignacio Guilhon, que em vez  resultava iniciar  na Av. Portugal.


Numa secretaria, porém, alguém recebeu a reclamação feita pelo Ministério Público Federal, pois uma placa foi, rapidamente, colocada num único canto da 16 de Novembro, o da Praça Felipe Patroni, sem retirar, porém a placa com o outro nome.... assim a rua agora tem dois nomes.  Será que com isso pensam ter resolvido o problema?

Para mim, essa lei é, claramente, uma coletânea  de erros que nunca foram corrigidos porque ninguém a deve  ter lido depois de publicada (e, com certeza, nem mesmo antes da sua publicação); e não somente na descrição dos bairros da Campina e Cidade Velha encontram-se os erros, mas não vamos nos alargar mais do que isso...

Passaram-se quase vinte anos da publicação dessa lei e ninguém notou esses erros? Sabemos que a lei que estabelece o nome das ruas é outra, mais um motivo para confirmar os erros dessa lei e, também, para comprovarmos a superficialidade com que trabalham... ha anos. 


Acontece que estão mudando as placas das ruas de Belém, novamente, e, independentemente das modificações na lei acima citada, estamos notando novos erros, e bem absurdos.  Nestas duas placas abaixo, a parte a falta do "c", numa e  do "u" a mais noutra, desde quando essas ruas estão no bairro da Campina? Essa é a praça D.PedroII






Grave também é a localização da  Prefeitura, que sempre resultou ser na Cidade Velha, mas agora, segundo as placas, fica na Campina, juntamente com a Trav. Felix Rocque  e com a Avenida Portugal.  E a Felix Rocque começa, na verdade, na Tomasia Perdigão.



A Praça Batista Campos, em vez, a levaram para o Jurunas. E por ai vai.

Será que os funcionários públicos que seguem essas normas são estrangeiros? Antonio Everdosa, virou Ervedosa... E a Assis de "Vasconselos".... e a confusão entre rua, travessa e avenida?

Não tem ninguem que controle o trabalho se foi bem feito?  Ou simplesmente é fruto de uma nova ortografia a nós desconhecida?

Essa despesa vai ser dupla... quem paga? O funcionário que errou?

Será que vão tomar providências? Porque, francamente isso não me parece verdade, de tão absurdo. 

Me arrependo de ter dado a sugestão de colocar placas em todos os cantos de rua. Quem sabe me expliquei mal....



Dulce Rosa Rocque

PS: retiraram a lei acima citada  do site da Prefeitura.

Nenhum comentário: