quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

LARGO DO CARMO MAS NÃO LARGO A CUIA...

É, NESTE CARNAVAL PODERIAMOS SAIR DE "CUIA" NA MÃO, EM VEZ AS USAREMOS DURANTE O ARRASTÃO DO PEIXE-BOI.

Não pediremos esmolas: usaremos a cuia, em lugar do descartável, para beber nossos sucos. Abaixo os descartáveis que entopem nossos bueiros, nossos esgotos, nossos rios. Agora, além de reclamar, vamos fazer algo concreto a esse respeito.

Vamos beber nossos sucos na cuia. A cerveja, no respeito da lei, não estará a venda. Quem sabe diminui o fedor de mijo nos muros e portas de nossas casas.

Os "escoteiros" e os "caxias" vão as ruas fazer algo pelo meio ambiente... e pelo bairro onde moram.

Esperamos que todos, em sã consciência, façam o mesmo durante o Arrastão do Arraial do Pavulagem, domingo 7 de fevereiro.

Até domingo

2 comentários:

Pio Lobato disse...

Isso pode ser chamado de "educação residual"?
não há coleta seletiva de lixo em Belém, nem se tem indústrias de reprocessamento de plásticos na cidade pra receber esse material.
Seria o caso de buscar investimento nessa área?

Achei um artigo sobre o processo de reciclagem de material plástico. Interessante observar o tamanho da cadeia produtiva, que vai desde o catador até a empresa de reaproveitamento

http://www.plasticomoderno.com.br/revista/pm323/plastivida.htm

Abraço

Pio

Paulo Cézar disse...

Isso é piada!!!!